25
set

Associados COOPA são casos de sucesso no 20° Seminário do Café

25/09/2012 12:12 h | Geral

O trabalho de dedicação da COOPA em atender aos seus associados com uma assistência  técnica especializada dá resultados e é reconhecida em casos de sucesso. Durante a realização do 20° Seminário do Café do Cerrado Mineiro, realizado entre 18 a 21 de setembro, em Patrocínio, os produtores José Antônio Ferreira Pinto e o Valdeir Correia de Faria mostraram um pouco de sua história junto ao Projeto Educampo COOPA/SEBRAE e a Associação dos Pequenos Produtores de Café do Cerrado (Appcer).  

O Projeto Educampo foi implantado na cooperativa em 2007 e conta com 5 grupos na área de leite e, outros 6 no café. Os mais de 232 produtores participantes recebem um acompanhamento gerencial e técnico por parte de profissionais capacitados exclusivamente para este trabalho. Eles são agrônomos, zootecnistas ou médicos veterinários, que ensinam os associados a tratarem suas propriedades como empresas rurais e, por isso, devem ser geridas visando planejamento, redução de custos, produtividade, empreendedorismo e rentabilidade.

Baseado nestes parâmetros os técnicos do Educampo COOPA/SEBRAE, Eng. Agro. Ramiro Guimarães e o Eng. Agro. Vicente Nunes Junior apresentaram números de crescimento dos produtores dentro do Projeto. José Antônio e Valdeir se enquadram como exemplo de Agricultura Familiar e, de produtores capacitados em terem certificação Fair Trade.

Para José Antônio participar do Projeto Educampo lhe facilitou conseguir a certificação Fair Trade através da associação junto a APPECER e atender as exigências da certificação. “Já possuía rastreabilidade de tudo dentro da fazenda e, isso me ajuda a produzir mais”, falou ao público presente.

Valdeir Correia de Faria confessou a todos que o Educampo foi um divisor de águas na vida da família. O Projeto lhe proporcionou uma continuação na atividade de café e leite. Ele participa da Appcer e, recentemente, voltou a estudar através do Programa de Qualidade Total Rural do SEBRAE (QT Rural). “O contato com o técnico é indispensável para nós produtores. Mas o produtor que é interessado em crescer materialmente ou, como pessoa, deveria participar do Educampo”, aconselhou o produtor.

Na platéia, produtores rurais familiares de toda a região do Alto Paranaíba, levados ao Seminário através da Emater/MG, assistiram às apresentações. Diretores do Sebrae/MG e representantes de certificadoras internacionais também estavam ali presentes.

Facebook Twitter